Make your own free website on Tripod.com

Carta ao Pró-Reitor da Universidade de São Paulo

 

 

São Paulo, outubro de 1998

 

Exmo. Sr.

Hector Francisco Terenzi

Pro-reitor da Universidade de São Paulo

 

REF : Pós-graduação na FE-USP

Meu nome é Henrique Ingenito, sou professor universitário aposentado, e, candidatei-me ao vestibular para mestrado na Faculdade de Educação dessa Universidade.

Encontrei uma série de dificuldades e problemas que relatarei abaixo objetivando atingir o meu objetivo que é de ser esclarecido do porque fui reprovado.

Recebi um Programa de Pós Graduação em Educação solicitando a apresentação de um trabalho de pesquisa de no máximo 20 ( vinte ) páginas em espaço duplo, este dentro de uma série de proposições de temas, dos quais, escolhi o relativo a Didática, Teorias de Ensino e Práticas e Saberes.

No referido manual, atrás de cada tema existe uma relação de professoras cujo propósito é de orientar a elaboração de tal trabalho.

Busquei contatá-las, mas nenhuma delas se predispôs a me atender. Dirigi-me então à professora Helena, coordenadora, e obtive dela a marcação de um horário para esclarecimento.

No dia e hora marcados apresentei-me, porém ela não pode me atender, marcando para o dia seguinte. No dia seguinte aconteceu a mesma coisa, só que desta vez, a secretária da Coordenadoria disse-me que elas não tinham obrigação de orientar. De qualquer forma, elaborei e apresentei o trabalho. Há uma enorme desconsideração pelos indivíduos

No dia demarcado para a prova, eu compareci, e, submeti-me a uma teste que, em muitos anos lecionando e também como estudante nunca vi algo parecido. Foi solicitada a elaboração de uma dissertação sobre um texto, que poderia ser escolhido entre uma série de 6 ( seis ) textos.

Minha escolha recaiu sobre o texto do Pedro Demo – Educação a Distancia, assunto que, de certa forma foi exaustivamente estudado por mim visto eu ser professor de Sistemas de Informações e Informática a muitos anos.

Como resultado do teste foi apresentada uma relação de "aprovados" para entrevista, sem que houvesse nenhuma referência à colocação dos aprovados e reprovados.

Bem, eu gostaria de saber, pelo menos, qual foi o critério utilizado para minha reprovação e qual a "nota" obtida. Se, dentro de critérios mais evoluídos e modernos adotados pela FEUSP, para avaliação de testes sem apresentação de quaisquer tipo de apresentação de resultado, isso deveria ser divulgado para que todos os candidatos pudessem de alguma forma, reconhecer aonde erraram.

Quero registrar ainda a meus cumprimentos pelo brilhantismo dos avaliadores que, através de uma simples redação, entre centenas de candidatos conseguem reconhecer quem é ou não competente para ingressar no curso de mestrado oferecido.

Certo que me será dada uma resposta, agradeço antecipadamente, colocando-me à disposição para uma conversa pessoal, Henrique Ingenito.

Email hingenito@yahoo.com

C/c protocolo

 


[ Topo da Página ] [ Menu Principal ]

Página de Origem ] Próxima Página ]