Make your own free website on Tripod.com

Introdução

 

 

Para que um indivíduo fale, é suficiente que possua cordas vocais, para que escreva basta que conheça o alfabeto e possua algum dispositivo que lhe permita escrever, para colocar um texto na Internet é necessário um computador, e que se conheça e disponha dos meios para tal.

 

Porém, acima de tudo., quando deseja expor uma idéia deve-se dispor de uma máquina pensante e um espírito. A máquina pensante pode não ser boa, mas para que a idéia prevaleça o espírito deve ser bom e forte.

 

Possivelmente, eu não deveria expor as idéias que coloco abaixo, e, se fosse avaliado pelos mestres, minha nota seria provavelmente um D. Como acho merecer um A+, teria a média B, fato que possibilita-me levar a mensagem adiante.

 

Que a primeira impressão não prevaleça, e desta forma não inviabilize uma análise sobre o assunto. Assim espero...

 

Há alguns anos atrás, lecionando informática em uma faculdade particular de São Paulo, sempre que eu tinha problemas no laboratório respectivo, levava-o ao conhecimento do coordenador. Como os problemas eram muitos, o coordenador atendia-me contrariado. Numa das últimas reclamações que fiz, antes de ser demitido da referida faculdade, o coordenador ficou tão nervoso que fez a seguinte afirmação. "por mim não haverá mais informática em nossos cursos". Para esse coordenador pouco importa o que se ensina, desde que ele não seja "perturbado".

 

Na mesma faculdade, uma noite, no intervalo de aulas, um dos professores, entrou em nossa sala (sala dos professores), com uma pilha de provas nas mãos (aproximadamente 200 provas) e enfaticamente declarou : "Corto fora de se alguma destas provas tiver nota superior a 6 (seis)". Argüido sobre como conseguia prever esse fato ele respondeu : Você não conhece esses alunos ? Como se fosse possível conhecer-se 200 (duzentos) alunos em apenas 6 (seis) aulas semanais.

 

Educar não é sinônimo de sacrificar nem de que recebe o ensinamento nem de quem ensina; aprender não é sinônimo de sofrer.

É preciso que haja prazer no educar e no aprender, independentemente do salário e de todas as dificuldades que se apresentam no caminho.

 

Há falta de escolas e, de professores atualizados e conscientes do seu dever.

 

Espero de quem me leia, perdão pelos meus erros, por outro lado, espero que se houverem boas idéias no contexto, estas germinem na cabeça e no espírito de quem as ler.

 


[ Topo da Página ] [ Menu Principal ]

Página de Origem ] Próxima Página ]